Como ocorre em diversos outros setores, a agricultura também está em constante melhoramento e aprimoramento — características que são alcançadas aos poucos com estudos e a inclusão de novas tecnologias no modo de produção. Por ser uma das áreas fundamentais para a humanidade, passou a ser trabalhada com um novo conjunto de técnicas de gerenciamento agrícola, por meio da agricultura de precisão. O conceito, ainda recente no país, permite usar a análise de dados de uma determinada região para aproveitar o máximo da lavoura. A seguir, saiba mais e entenda os benefícios:

O que é agricultura de precisão?

A agricultura de precisão representa um sistema de manejo integrado de dados, tecnologias e informações e que considera a influência das variabilidades de tempo e espaço no rendimento da produção. Esse sistema funciona a partir de uma gestão detalhada de todos os processos que envolvem a organização e o cultivo na lavoura. Diferentemente da tradicional, a agricultura de precisão utiliza observações em conjunto com ferramentas tecnológicas para obter informações sobre o local destinado à produção, permitindo assim um controle de custos e processos para obter maior rendimento.

No Brasil, a agricultura de precisão foi introduzida na década de 90 e, com a valorização da profissionalização do meio rural, ela está em constante crescimento. Atualmente, ganhou espaço no agronegócio, onde é mais utilizada para as práticas de aplicação de fertilizantes e corretivos.

Com o objetivo de auxiliar os produtores e promover o novo sistema, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento — Mapa deu origem ao Comitê Brasileiro de Agricultura de Precisão, o qual lançou uma cartilha sobre o assunto. O documento traz informações sobre as técnicas utilizadas na agricultura de precisão, bem como formas de aplicá-las na produção.

Quais as etapas utilizadas?

Planejamento

Na agricultura de precisão, a etapa de planejamento tem papel importante na hora de organizar o espaço de produção e o modo como este será trabalhado. Detalhes relativos à divisão de lavouras dentro de cada propriedade, bem como a marcação de piquetes são alguns dos cuidados tomados na aplicação do sistema, que busca dedicar um tratamento diferenciado para cada área da lavoura.

Gerenciamento detalhado

O gerenciamento na agricultura de precisão deve se basear em constante estudo e análise de diferentes modos de organizar a produção, buscando assim as melhores práticas para aperfeiçoamento que garantam bons resultados. Entram nessa etapa todos os processos de gestão de custos, controle de tarefas e de análise de padrões.

Tecnologia da Informação

A agricultura de precisão se baseia em informações exatas e precisas, que são adquiridas com o auxílio da tecnologia. Por meio de sistemas GNSS, SIG, sensores, instrumentos de medida e também da geoestatística e mecatrônica, os produtores podem contar com uma base de dados completa para trabalho. As tecnologias exatas informam dados em detalhes de cada área de uma propriedade, permitindo ao produtor tomar as melhores decisões conforme as características e necessidades desse espaço.

Quando trabalhadas em conjunto, essas etapas da agricultura de precisão permitem ao produtor garantir as melhores condições de competir no mercado, afinal, ele poderá contar com mais qualidade e volume de produção para reduzir os preços dos seus produtos.

Quais são os benefícios da agricultura de precisão?

Redução de custos

Aliando boa gestão e dados precisos para a otimização do uso dos recursos na lavoura, a agricultura de precisão reduz custos que seriam considerados comuns na prática de uma agricultura convencional.

Aumento da qualidade da colheita

A aplicação adequada dos materiais e técnicas de acordo com as características de cada propriedade garante maior volume e produtividade nos processos de colheita.

Racionalização do uso dos insumos

A partir da avaliação completa da cultura a ser produzida, o produtor tem as informações necessárias para a utilização racional dos insumos. Esta será capaz de apresentar eficiência sem causar danos por excesso de aplicação.

Quer receber mais conteúdos importantes da área? Então aproveite e assine a nossa newsletter!